CLIMAPÉDIA

Sistemas de Baixa Pressão



A ilustração acima mostra a estrutura de um sistema de baixa pressão quente, incluindo uma frente quente (de A a B) e uma frente fria (de C aD). Correntes ascendentes criam nuvens e chu­va em tomo do sistema.

Baixa: é a região da relativa baixa pressão em comparação com a vizinhança no mesmo nível horizontal ou mesmo nível de pressão.

Ciclone: é uma área com pressão inferior àquela apresentada em áreas circunvizinhas, considerando-se um mesmo nível. Resulta em convergência de ventos, os que se movem no sentido horário no Hemisfério Sul.



Durante algum tempo houve a confusão entre os ciclones, furacões e tornados, mas essa dúvida foi discutida por vários pesquisadores, por exemplo o que foi discutido na revista Ciência Hoje de novembro de 2005 pelo Dr. Carlos Nobre e Dr. José Marengo. “Ciclones são centros de baixa pressão atmosférica em torno dos quais ocorrem ventos giratórios, formando estruturas de grandes dimensões (atingem mais de 200 km de diâmetro)”. Os ventos giram no sentido horário no Hemisfério Sul. Os ciclones surgem principalmente sobre os oceanos, em geral em regiões tropicais, e podem durar vários dias e se deslocar por longas distâncias, tornando-se às vezes muito intensos.

Quando ocorrem fora dos trópicos, caso do sul do Brasil, são chamados de ciclones extratropicais. Ciclones com ventos de mais de 119 km/h são classificados como Furacões. A intensidade dos furacões é medida de acordo com a pressão no centro (o olho) e a velocidade de vento. A escala mais conhecida, baseada na velocidade do vento, inclui os níveis.

Quando maior o nível, maior a descrição. Tufão é o nome dado aos furacões que ocorrem na Ásia. Já os tornados são ventos giratórios em forma de funil. Formados geralmente em terra, com diâmetro (junto ao solo) entre alguns e dezenas de metros. O tornado é considerado o fenômeno meteorológico mais destrutivo, já que a velocidade do vento pode superar 400 km/h, mas, em comparação com os furacões, atinge áreas muito menores e dura menos tempo (alguns minutos a cerca de uma hora).

Ciclogênese: é a formação de um novo sistema de baixa pressão ou ciclone, ou intensificação um sistema pré-existente.

Cavado: é uma região alongada de uma relativa baixa pressão num plano horizontal. Na região de cavado as linhas de pressão não são fechadas. As linhas de pressão abertas apresentam uma ondulação para o lado das altas pressões.

Tornado: Um tornado é um pequeno, porém, intenso redemoinho de vento, formados por uma tempestade. Se o redemoinho chega a alcançar o chão, há repentina queda na pressão atmosférica e os ventos de alta velocidade (que podem alcançar mais de 250 km/h), faz com que o tornado destrua tudo o que encontra no meio do seu caminho para o alto. Quando se forma sobre superfícies líquidas, são menos intensos e com menores dimensões e conhecidos como tromba d’água por levantar uma coluna de água.

Perturbação: este termo pode ser aplicado para a ocorrência de área de baixa pressão, ou ciclone pequeno em tamanho e influência, ou para uma área que esteja exibindo sinais de desenvolvimento ciclônico.

Condição de tempo associada a sistemas de baixa pressão: esta situação favorece a condição de tempo instável e a formação de nuvens do tipo cumulus e cumulunimbus.

Fonte: CNPq/CPTEC/INPE/Lívia Teixeira
Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org / ClimaTempo


Climapédia - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas

Imagem

Camada de Ozônio

Imagem

Tipos de nuvens