CLIMAPÉDIA

Radiação Ultra-violeta



O Índice Ultravioleta (IUV) é uma medida da intensidade da radiação UV, incidente sobre a superfície da Terra. Ele é calculado à partir de dados sobre a concentração de ozônio na atmosfera, altitude da localidade, horário do dia, estação do ano, além de condições atmosféricas.

De acordo com o meteorologista Marcelo Corrêa, os altos índices de radiação solar são normais durante o verão no Brasil, devido sua localização próximo à linha do Equador.

O sol possui três tipos de radiação. A radiação C, considerada a mais forte e não chega à Terra. Já a radiação A e B chega à Terra e são muito nocivas, porém podem ser atenuadas com a presença de nuvens.

O aumento da radiação solar não deve ser atribuído à redução da camada de ozônio, pois ela é pequena nesta parte do globo por estarmos em um país Tropical.

O IUV representa o valor máximo diário da radiação ultravioleta. Isto é, no período referente ao meio-dia solar, o horário de máxima intensidade de radiação solar.

Como a cobertura de nuvens é algo muito dinâmico e variável, o IUV é sempre apresentado para uma condição de céu claro. Isto é, para ausência de nuvens que, na maioria dos casos, representa a máxima intensidade de radiação.

O IUV é apresentado como um número inteiro. De acordo com recomendações da Organização Mundial da Saúde, esses valores são agrupados em categorias de intensidades.

Alguns elementos são imprescindíveis para o cálculo do IUV:

- Concentração de Ozônio
- Posição geográfica da localidade
- Altitude do superfície
- Hora do dia
- Estação do ano
- Condições atmosféricas (presença ou não de nuvens, aerossóis, etc.)
- Tipo de superfície (areia, neve, água, concreto, etc.)

Como estimar o Índice Ultra-Violeta

O IUV sob condição de nebulosidade pode ser estimado da seguinte forma:
Após obter o IUV da localidade, multiplique o valor CMF (Cloud Modification Factor) de acordo com o tipo de cobertura de nuvens.

Por exemplo, vamos supor que a previsão do IUV para Caicó / RN seja 10. Porém, ao meio-dia o céu está "carregado". Ou seja, totalmente encoberto com nuvens baixas. Assim, o IUV aproximado para essa ocasião será:

IUV = IUVo x CMF

IUVo = 10 (calculado sob céu limpo)
CMF = 0.2 (vide tabela acima, para céu totalmente encoberto, 0-100%, de nuvens baixas)
Portanto o IUV será dado por:
UV = 10 x 0.2
IUV = 2

Fonte: CNPq/CPTEC/INPE/Lívia Teixeira
Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org


Climapédia - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas

Imagem

Camada de Ozônio

Imagem

Tipos de nuvens